NÁUTICO NA FINAL DA COPA PE

FASE DA REGIÃO METROPOLITANA DO RECIFE

Uma partida para ficar na história. Assim pode ser considerado o confronto entre Náutico e Barrozo, na noite desta quarta-feira (29), na quadra do Clube Português do Recife, nas Graças. O jogo foi disputado até os momentos finais da prorrogação, quando o Timbu virou o placar de maneira heroica e confirmou a vaga na final ao bater o brioso adversário por 30 a 27. O Alvirrubro chega à decisão de forma invicta. O campeão e o vice desta etapa já estão classificados para a Etapa Caruaru. Oito equipes farão o octogonal final da Copa Pernambuco. Os times serão divididos em duas chaves de quatro. Os meias Tiago Mousinho (Destro) e Roberto Félix (Canhoto) foram os principais goleadores do Náutico, na semifinal, cada um com 7 gols. Além deles, os destaques do time alvirrubro foram o ponta esquerda Vitor Hugo, que fez os dois gols da prorrogação, bem como o goleiro Marcelo, com defesas importantíssimas. JOGO Desde o início da partida que o jogo semifinal da Copa Pernambuco deu sinais de que seria bastante disputado. Para se ter uma ideia, foram nos 20 segundos finais da prorrogação que o Náutico ratificou a sua classificação à final, com dois gols do ponta esquerda Vitor Hugo. No primeiro tempo, o Barrozo abriu vantagem de quatro gols, ao construir o placar de 6 a 2. Porém, o Náutico tratou de reagir e virou para 9 a 6. Os 30 minutos iniciais terminaram com resultado favorável aos alvirrubros: 15 a 10. Na etapa final, o acirramento continuou. Com 10 minutos, o jogo estava igualado em 17 gols. Num ritmo vibrante, os times alternavam vantagem no marcador. Mas, a cinco minutos do encerramento, o Barrozo vencia por 23 a 21. Quatro minutos depois, a vantagem adversária era de dois gols: 25 a 23. Mas o Timbu teve garra e determinação para buscar o empate e levar a decisão para a prorrogação. PRORROGAÇÃO Com dois tempos de cinco minutos cada, a semifinal prometia mais emoções. No 1º, empate em dois gols, ou seja, 27 a 27. Tensão no ar. No entanto, o Náutico teve mais sangue frio e competência para virar a partida de forma espetacular e assim garantir vaga na final. O Náutico jogou e venceu o Barrozo com Marcelo (goleiro); Murilo (ponta esquerda), depois Vitor Hugo; Tiago (meia-esquerda); Rafael Silva (armador central); Roberto Félix (meia direita); Maurício Elias (ponta direita) e Lucas (pivô). Rodrigo Félix .

Técnico de Othoni Marques